Skip links

More na Austrália

O time da Be Ozzy faz muito mais do que vender intercâmbio. A gente ajuda os estudantes a descobrir e encontrar o que vieram buscar. Esse é o melhor jeito de aproveitar ao máximo as oportunidades que a Austrália oferece.

Como e onde encontrar um lugar para morar na Austrália

Encontrar um lugar para morar na Austrália é o primeiro passo na construção dessa nova etapa na sua vida. Existem 5 tipos de acomodações pelas quais você pode optar:

Homestay (Acomodação em casa de família)

Homestay (Acomodação em casa de família)

Morar com uma família australiana foi uma opção bastante popular nos intercâmbios dos anos 90 – 2000. Hoje em dia ainda é uma opção, ainda que menos requisitada.

Imóvel alugado

Imóvel alugado

Para alugar um apartamento ou casa no seu nome, você vai precisar se candidatar a inquilino e providenciar os documentos solicitados pela imobiliária.

Imóvel compartilhado

Imóvel compartilhado

Nesse caso o contrato de aluguel já está no nome de um morador, que só precisa de alguém com quem dividir as despesas e moradia. Essa é a prática mais viável entre os estudantes, e é bastante praticada pelos próprios australianos também.

Por empresas de Share Accomodation

Por empresas de Share Accomodation

Essas empresas oferecem desde estúdios até quartos individuais ou compartilhados em apartamentos com outros estudantes. A vantagem é que a residência já vem mobiliada e com todas as conveniências que você precisa para dar início à vida na Austrália.

Albergues e Hotéis

Albergues e Hotéis

Essas são soluções temporárias que podem ser bastante convenientes. Nos albergues há quartos compartilhados e privados. As áreas comuns (banheiro, cozinha, sala de jogos) permitem que você socialize com viajantes do mundo todo. Já os hotéis proporcionam maior privacidade e, com isso, certamente um custo mais elevado.

Residências universitárias

Residências universitárias

Morar no campus pode ser uma opção para aqueles que prezam pela conveniência de viver perto do local de estudo, junto a outros universitários. A maioria das universidades possui complexos de apartamentos dentro ou próximos ao campus.

AirBnb

AirBnb

A opção de pagar pela diária de um apartamento ou de um quarto são bastante populares na Austrália. O custo vai depender da localização e qualidade do imóvel, mas em geral sai mais em conta do que se hospedar em um hotel.

Ainda em dúvida?

Ainda em dúvida?

A Be Ozzy pode te ajudar a encontrar um lugar para morar. Com frequência as próprias escolas também oferecem essa assessoria.

Além disso, alguém sempre tem um amigo que precisa de um quarto ou de um roommate. Por isso, avisar seus colegas que você é um deles também pode ajudar nessa busca.

Encontre moradia online

Os sites listados aqui são os mais populares para anúncio de casas, apartamentos e quartos para alugar:
A gente listou os melhores sites para você mesmo começar a ver as melhores opções para o seu orçamento.

Custo de vida na Austrália

O custo de vida da Austrália vai depender de 3 fatores:
Instituição de ensino e nível de educação; cidade e localização na cidade; hábitos e estilo de vida. De acordo com o Governo Australiano, o custo de vida anual (exceto escola e despesas de visto) é o seguinte*: AU$ 21,041 por ano por estudante, ou cerca de AU$1,700 por mês + AU$ 7,362 adicionais para o cônjuge+ AU$ 3,152 adicionais para filho. (Out 2019)
Uma pesquisa feita com os estudantes da Bond University revelou que eles gastam entre $1,600 a $2,200 por mês para viver em Robina, QLD. Em grandes cidades, como Sydney e Melbourne, nessa faixa de valores também se consegue custear as despesas mensais de um estudante (acomodação, alimentação, contas da casa, transporte e entretenimento).

Fontes: Bond  e Sydney Education

Os melhores links pra você resolver sua vida na Austrália

A Be Ozzy fez um post no blog que vai te ajudar a resolver toda a sua vida na Austrália. São links muito úteis que você deve dar um bookmark agora!

Ver o post Fale conosco

Perguntas frequentes

O salário mínimo na Austrália, para um funcionário de turno integral (38 horas por semana), é de $740.80 por semana, ou $19.49 por hora. É comum que algumas empresas efetuem o pagamento quinzenalmente, o que faz sentido, já que a frequência de algumas despesas também é a cada 15 dias.

Similar ao Imposto de Renda no Brasil, na Austrália o governo também recolhe impostos do seu salário. Uma parcela desses valores pode ser reembolsada ao final de cada ano fiscal, a partir de Julho – ou depois que você deixar a Austrália permanentemente.

O empregador na Austrália também precisa efetuar uma contribuição ao seu Superannuation (algo parecido com o Fundo de Garantia no Brasil). Na maioria dos casos, o valor corresponde a 9% dos seus ganhos, e pode ser retirado quando o residente ou cidadão faz 60 anos. No caso de estudantes internacionais, os valores são ressarcidos quando ele deixa a Austrália permanentemente.

A Telstra é conhecida como a que oferece o melhor sinal, porém a Vodafone e a Optus são as mais populares. Essas 3 companhias oferecem pacotes pré-pagos bastante vantajosos, cujos valores variam de $10 a $40, dependendo das suas necessidades de uso de internet. As ligações locais e envio de mensagens de texto são geralmente ilimitadas. Também há algumas operadoras novas e menores, porém ainda é cedo para avaliar a qualidade dos serviços delas.

Abrir conta num banco australiano é simples. Pode ser feito através do site do banco, mesmo que você ainda esteja no Brasil. Uma vez que você se torna correntista, já pode fazer depósitos e movimentar a conta, porém ela só será ativada quando você se apresentar pessoalmente numa agência bancária na Austrália. Se você prefere uma assessoria para abrir conta em banco australiano, a Be Ozzy também pode te ajudar.

Os principais meios de transporte público na Austrália são trens e ônibus. Eles cobrem os principais pontos das grandes cidades, são bastante eficientes, pontuais e possuem uma frota de alta qualidade. Dependendo do estado, os estudantes podem se beneficiar de descontos nas passagens. Balsas são uma forma de locomoção bastante usuais em cidades litorâneas como Sydney, enquanto em Melbourne os bondinhos circulam sem parar pelo centro.

Como a Austrália é um país de dimensões continentais, há também grande diversidade geográfica e climática. Ao Norte predomina clima tropical de muito sol e umidade variável. No Centro do país, o clima desértico do outback resulta em dias quentes e noites frias. Quanto mais ao Sul da Austrália você for, mais frio vai ficando – a Tasmânia é, inclusive, o estado com maior proximidade da Antártica.

A comunidade de brasileiros não é tão numerosa quanto a de britânicos, chineses, indianos e neozelandeses, por exemplo, porém o número de brasileiros tem aumentado significativamente nos últimos anos. Em 2016 foi registrado o primeiro recorde de estudantes brasileiros matriculados em escolas australianas. Foram 11 mil estudantes, um crescimento de 21,7% com relação ao ano fiscal anterior.

Das grandes cidades australianas, Adelaide, em South Austrália, é uma das mais baratas para se viver. Hobart, capital da Tasmânia, também oferece um custo de vida mais acessível para estudantes. Gold Coast, em Queensland, também é uma opção para quem prefere cidades litorâneas com preços mais baixos do que os grandes centros.

Na maioria dos estados na Austrália, estudantes podem dirigir com a CNH desde que ela esteja acompanhada da Carteira Internacional de Habilitação ou da tradução juramentada da CNH (depende do estado). A Carteira Internacional de Habilitação é emitida pelo Detran, no Brasil, e deve ser traduzida por um tradutor juramentado ou órgão oficial. Em Northern Territory a Carteira Internacional só é válida por 3 meses.

Ao final de cada ano fiscal (entre 01 de julho e 31 de outubro) se você trabalhou utilizando seu Tax File Number, precisa declarar seus Impostos de Renda. Você pode fazer isso sozinho ou através de um Contador. O Governo irá lhe reembolsar uma parcela dos impostos arrecadados. Caso você esteja deixando a Austrália de forma permanente, pode solicitar o reembolso fora do período indicado.

Uma das maneiras mais seguras e populares é através de empresas especializadas em transferências internacionais, como a Transferwise ou Remessa Online. Você também pode trazer um Travel Money Card, que pode ser recarregado com dinheiro do Brasil e é automaticamente convertido para a moeda do país onde você está.

Você quer um orçamento personalizado?

Agora é a hora de começar a planejar e a Be Ozzy está aqui para te ajudar.

Solicite já